A Natureza e o desenvolvimento infantil

Estar ao ar livre é extremamente entusiasmante para as crianças e é também muito importante para o seu desenvolvimento, uma vez que a natureza lhe proporciona um número ilimitado de brincadeiras e lhes permite aprender ativamente, isto é, explorando, descobrindo, inventando e resolvendo problemas. Quer estejam a subir a uma árvore, a saltar em cima de poças ou a espreitar para charcos entre rochas, os mais pequenos estão sempre a aprofundar os seus conhecimentos sobre o meio que os envolve.

É por isso que Skip valoriza tanto este tipo de atividades e encoraja os pais a deixarem os seus filhos brincarem livremente. Por forma a entender melhor a forma como os adultos e as crianças vêem a interação com a natureza e o respetivo impacto no desenvolvimento infantil, Skip efetuou uma extensa investigação junto de mais de 2.000 mães e filhos com idades compreendidas entre os 8 e os 12 anos.mães, oriundos de 11 países diferentes. As conclusões dessa investigação demonstram claramente que as mães compreendem as vantagens de brincar ao ar livre.

No entanto, e apesar de, enquanto pais, desejarmos que os nossos filhos sejam estimulados e se divirtam através da descoberta e da criatividade associadas à atividade empírica, a realidade é que cada vez mais as crianças passam o seu tempo livre a jogar computador, a ver televisão ou a navegar na internet, em vez de brincarem nos seus quintais ou em parques infantis. Isso deve-se a alguns obstáculos e barreiras com as quais os pais de hoje em dia têm de lidar. Outros estudos realizados por Skip, por exemplo, demostraram que as mães têm medo que os filhos possam não estar seguros ou que se magoem quando estão a brincar ao ar livre. Os pais preferem ter os filhos dentro de casa, debaixo de olho – especialmente se o tempo de que dispõem para estar com eles é limitado, ou se, no seu bairro, as instalações para brincar ao ar livre são de difícil acesso.

Mas afinal, e pondo os medos dos pais de lado por um momento, o que pensam as crianças sobre isto? Se tivessem possibilidade de escolher, prefeririam brincar ao ar livre ou concordariam com as suas mães e optariam por brincar dentro de casa? Parece que não. Um número elevado de mães (58%) acredita que os filhos escolheriam brincar dentro de casa, mas 63% das crianças afirmaram que optariam pelas brincadeiras ao ar livre. Outra surpresa da investigação foi a grande consciencialização em relação às questões ambientais que, tanto as mães como os filhos, demonstraram ter e a preocupação que revelaram com a proteção da natureza. As crianças querem, de facto, que os pais se envolvam mais com o ambiente e que sejam mais cuidadosos para ajudar a proteger o planeta. Isto são ótimas notícias e é altamente encorajador que esta nova geração leve a natureza e o ambiente tão a sério. Só é pena constatar que estas crianças não passam tempo suficiente a tirar partido daquilo que tanto defendem! Em conjunto com alguns especialistas em desenvolvimento infantil, Skip selecionou um conjunto de atividades, a realizar dentro ou fora de casa, que permitem que os seus filhos aprendam enquanto se divertem. Para saber mais, consulte a secção É Bom Sujar-se do nosso site

Dicas Cleanipedia para toda a casa. Quer esteja a arrumar ou a combater nódoas, clique aqui & descubra como limpar quase tudo!